A abordagem teórica utilizada é a Psicologia Analítica, baseada nas ideias do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875-1961). Esta abordagem busca integrar os aspectos inconscientes da personalidade aos aspectos já conscientes, bem como, investigar e analisar os conteúdos simbólicos do indivíduo, utilizando-se de métodos como a análise dos sonhos, imaginação ativa e expressões artísticas.

Para Jung (1998), na psicoterapia a cura significa “transformação”, pois o paciente é transformado terapeuticamente no caminho individual que ele denominou de individuação. Dito de outra forma, o paciente deve tornar-se quem de fato ele é em essência.